Minha Casa Minha Vida 3 terá 1 milhão de moradias a menos do que o previsto

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A terceira fase do programa habitacional Minha Casa Minha Vida terá 2 milhões de unidades, 1 milhão a menos do que o anunciado anteriormente pelo governo federal.

"Então, nós estamos fechando agora o Minha Casa Minha Vida 3 e nós estamos calculando que vai ser - nós tivemos de rever os valores, nós também passamos por dificuldades, o Brasil passa por dificuldades. Nós estamos calculando que iremos fazer em torno de 2 milhões a mais de moradias até 2018", disse a presidente Dilma Rousseff, nesta quarta-feira, durante entrega de moradias do programa em Indaiatuba, no interior de São Paulo.

Em agosto do ano passado, Dilma anunciou em sua conta no Twitter que a terceira fase seria lançada no dia 10 de setembro de 2015, o que não aconteceu. A nova edição do Minha Casa Minha Vida vinha sendo anunciada pelo governo federal desde meados de 2014, com estimativa de lançamento de 3 milhões de unidades.

"Nós, no início de março, nós estamos fechando, ontem mesmo fizemos uma reunião, estamos fechando o Programa Minha Casa Minha Vida 3", afirmou a presidente.

Sem alarde, a Caixa Econômica Federal começou neste mês a conceder financiamento para a terceira fase do programa da habitação popular, em empréstimos concedidos para as faixas 2 e 3, já com valores atualizados dos imóveis.

O que está sendo aguardado pelo mercado são as condições da chamada "faixa 1,5", que terá recursos do Tesouro e do Fundo de Garantida de Tempo de Serviço. Em meados de janeiro, a previsão era de que fosse fechado no final daquele mês.

(Por Juliana Schincariol)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos