Irã menospreza oferta saudita de enviar tropas para a Síria

DUBAI (Reuters) - O comandante da Guarda Revolucionária do Irã, força de elite do país, disse neste sábado que a Arábia Saudita não tinha coragem suficiente para seguir adiante com uma plano de enviar tropas terrestres para a Síria e alertou que elas seriam arrasadas se entrassem no país.

Os comentários de Mohammad Ali Jafari na agência de notícias Fars foram a primeira reação oficial iraniana a um comunicado nesta semana da Arábia Saudita, seu rival regional, de que estava pronta para se juntar a operações terrestres na Síria se a aliança militar liderada pelos Estados Unidos decidir começá-las.

"(Os sauditas) fizeram essa declaração, mas eu não acho que eles são corajosos o suficiente para fazer isso. Mesmo se eles enviarem tropas, elas seriam derrotadas definitivamente. Seria um suicídio”, disse Jafari, segundo a agência de notícias.

O Irã já enviou tropas para a Síria para apoiar o seu aliado, o presidente Bashar al-Assad, na guerra civil de cinco anos no país. Washington e seus aliados têm apoiado rebeldes lutando contra Assad e dizem que ele deve deixar o poder.

(Reportagem de Bozorgmehr Sharafedin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos