Após reunião curta e tensa, líder socialista descarta apoio a Rajoy na Espanha

  • SERGIO PEREZ

Por Angus Berwick

MADRI (Reuters) - O líder do Partido Socialista na Espanha descartou nesta sexta-feira dar apoio para que o atual primeiro-ministro do país, Mariano Rajoy, tenha um segundo mandato, um aval que poderia terminar com o impasse político no país.

Pedro Sánchez, o líder dos socialistas, se encontrou com Rajoy para negociar a formação de um novo governo, depois que as eleições de dezembro deixaram o Partido Popular (PP) do premiê sem uma maioria parlamentar, uma vez que novos partidos tiraram votos das agremiações tradicionais.

Depois de uma reunião de 30 minutos entre os dois líderes, encontro do qual a cobertura televisiva mostrou Rajoy aparentemente se recusando a cumprimentar Sánchez, e ambos evitando se encarar, o socialista disse que havia rejeitado a proposta para uma coalizão.

"Os socialistas acreditam que o PP é um partido muito importante na política espanhola”, disse Sánchez à imprensa.

"No entanto, é um partido que precisa se regenerar, se limpar, e isso somente vai acontecer se não estiver no governo”, afirmou ele, em referência aos escândalos de corrupção que atingiram o partido de Rajoy.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos