Republicano Rubio procura obter dianteira em Nevada, mas Trump domina pesquisas

Por Megan Cassella

(Reuters) - O pré-candidato presidencial republicano Marco Rubio pretende derrotar seu rival Ted Cruz na prévia do Estado norte-americano de Nevada nesta terça-feira para fortalecer sua posição como favorito do establishment para a indicação de seu partido à eleição do dia 8 de novembro.

Eclipsando a disputa acirrada entre os dois senadores de ascendência cubana ainda em seus primeiros mandatos está o favorito nas pesquisas, Donald Trump, empresário bilionário que venceu duas das três prévias estaduais até o momento e que deve sair vencedor também em Nevada.

    Como Trump, desbocado e visto como alheio ao meio político, conta com uma dianteira de dois dígitos em algumas pesquisas feitas em Nevada, estrategistas políticos do Estado dizem que Rubio e Cruz têm menos expectativas desta vez –cada um vai torcer por uma vitória claro sobre o outro, o que pode lhe dar ímpeto durante o mês de março, que concentra várias prévias.

    "Eles estão brigando pelo segundo lugar", disse Jon Ralston, analista político de Nevada. E acrescentou: "O Estado será de Trump."

    Um levantamento recente da CNN/ORC mostrou Trump na frente com 26 pontos percentuais em Nevada e 45 por cento de apoio, seguido por Rubio, da Flórida, com 19 por cento, e Cruz, do Texas, com 17 por cento.

    Bem atrás vem o neurocirurgião aposentado Ben Carson, que tem 7 por cento das intenções de voto, e o governador de Ohio, John Kasich, com 5 por cento.

    Kasich, que ficou na segunda colocação, atrás de Trump, no caucus de New Hampshire no dia 9 de fevereiro, concentrou sua atenção em Estados maiores, como Michigan e Virgínia, onde fez campanha na segunda-feira, na esperança de obter apoio de republicanos mais centristas.

    A rivalidade entre Rubio e Cruz, que venceu a prévia de Iowa no dia 1º de fevereiro, se intensificou, já que ambos procuram ganhar fôlego para as 12 disputas estaduais do dia 1º de março, a chamada 'Super Terça-Feira'.

    Rubio, de 44 anos, ganhou algum terreno no sábado, quando derrotou Cruz, de 45 anos, por menos de mil votos e ficou em segundo lugar na primária republicana da Carolina do Sul. Estrategistas dizem que ele também se beneficiou da desistência de Jeb Bush, outrora predileto do establishment, já que alguns de seus doadores se preparam para endossar Rubio.

    A campanha de Cruz sofreu um revés na segunda-feira, quando o candidato demitiu seu principal porta-voz por publicar um vídeo que mostra Rubio rejeitando a Bíblia e que se provou falso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos