Cubano Ramón Castro, irmão mais velho de Fidel e Raúl, morre aos 91 anos

Por Nelson Acosta

HAVANA (Reuters) - Ramón Castro, o irmão mais velho do ex-líder cubano Fidel Castro e do atual presidente da ilha, Raúl Castro, morreu na terça-feira aos 91 anos, relatou a mídia oficial de Cuba.

Figura discreta nos últimos anos, Ramón faleceu em Havana, e seus restos cremados devem ser levados a Birán, cidade rural do leste cubano onde os irmãos Castro nasceram, disse o site oficial Cubadebate.

Embora tenha ajudado a guerrilha liderada por seus irmãos, que tomou o poder em 1959, Ramón jamais pegou em armas. Mais tarde ele serviu como assessor para a agricultura, e nunca desfrutou da mesma autoridade de Fidel, de 89 anos, e de Raúl, de 84 anos.

Mas, assim com seus irmãos, ele foi preso pelo governo anterior do ditador Fulgencio Batista em 1953, anos antes de Fidel Castro liderar a revolução que depôs Batista no dia 1º de janeiro de 1959. Apelidado de Mongo, Ramón Castro organizou várias das redes de suprimento da guerrilha.

Durante a insurreição, ele também ajudou seus pais a cuidarem das grandes propriedades da família em Birán. Depois que os rebeldes assumiram o poder, Ramón trabalhou nas indústrias açucareira e pecuária.

Nascido em 14 de outubro de 1924, Ramón estudou engenharia agrícola na Universidade de Havana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos