EUA e China chegam a acordo sobre sanções à Coreia do Norte, dizem diplomatas

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Os Estados Unidos e a China concordaram sobre um projeto de resolução que ampliaria as sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas contra a Coreia do Norte por causa do mais recente teste nuclear do país e esperavam colocar a proposta para a votação nos próximos dias, afirmaram diplomatas do Conselho de Segurança nesta quarta-feira.

Falando sob condição de anonimato, dois diplomatas disseram que Pequim e Washington chegaram a um acordo sobre a proposta, que poderia ser levada logo ao conselho de 15 integrantes. As potências, com poder de veto, têm negociado o texto de uma resolução pelas últimas sete semanas, após o quarto teste nuclear de Pyongyang em 6 de janeiro.

"É substantivo, longo, um projeto completo que, eu espero, será adotado no próximos dias”, declarou um importante diplomata do conselho. Houve um número significativo de impedimentos entre os dois países. Há um acordo entre esses dois países.”

China e Estados Unidos têm apresentado visões diferentes sobre o quão enfática deve ser a resposta à Coreia do Norte desde o teste nuclear do país no mês passado. Washington insiste em medidas punitivas duras, e Pequim prioriza o diálogo e medidas moderadas relacionadas à não proliferação.

Os diplomatas não quiseram divulgar detalhes sobre o texto da resolução.

(Por Louis Charbonneau e Michelle Nichols)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos