Alemanha diz que presidente do Facebook está empenhado em erradicar discurso de ódio

BERLIM (Reuters) - Mark Zuckerberg, do Facebook, entende a necessidade de erradicar o discurso de ódio da maior rede social do mundo, disse o chefe de gabinete da chanceler alemã Angela Merkel depois de uma reunião entre os dois em Berlim. Zuckerberg enfrenta críticas de políticos e reguladores na Alemanha sobre políticas de privacidade e uma lenta resposta às publicações anti-imigração por simpatizantes neonazistas.

"Nós na Alemanha obviamente queremos que conteúdo ilegal seja removido da Internet. Isso concerne não apenas ao Facebook, mas o Facebook entre outros", disse Peter Altmaier após uma reunião com Zucerberg em Berlim.

"Minha impressão é que o senhor Zuckerberg entendeu a importância desta questão", disse ele, descrevendo a reunião como "muito boa e construtiva".

As regras do Facebook proíbem linguagem de bullying, de assédio e de ameaças, mas críticos dizem que o site não as aplica adequadamente. A empresa contratou a empresa de serviços Bertelsmann para monitorar e deletar posts racistas em sua plataforma na Alemanha.

(Por Klaus Lauer e Reuters TV)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos