Clinton esmaga Sanders na Carolina do Sul em primárias democratas dos EUA

Por John Whitesides e Amanda Becker

COLÚMBIA, Carolina do Sul (Reuters) - A candidata democrata à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton esmagou o rival Bernie Sanders por quase 50 pontos percentuais nas primárias da Carolina do Sul no sábado, com eleitores afro-americanos ajudando a impulsioná-la antes da crucial votação da semana que vem.

A derrota de Sanders solidificou o status de Clinton como forte favorita a obter a nomeação do partido para a eleição de 8 de novembro, em sua busca para se tornar a primeira mulher presidente dos EUA.

Com mais de 95 por cento dos votos apurados na Carolina do Sul, Clinton liderava sobre Sanders por uma margem de 48 pontos, revertendo dramaticamente sua perda por 28 pontos no estado para o presidente Barack Obama durante a sua amarga batalha nas primárias de 2008.

A ex-secretária de Estado decisivamente estabeleceu a sua força entre os eleitores negros, eleitorado fundamental para os democratas, dando a ela a vantagem na terça-feira em seis estados do sul com grandes populações negras.

A corrida democrata agora se torna uma competição nacional mais ampla. Onze estados, incluindo seis no sul com grandes populações minoritárias onde as pesquisas mostram Clinton com grandes vantagens, votarão na disputa pela nomeação democrata na terça-feira e mais quatro ao longo do próximo fim de semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos