Combatentes lançam maiores ataques em meses na periferia de Bagdá

BAGDÁ (Reuters) - Homens-bomba e combatentes armados atacaram postos do exército e da polícia iraquianos na periferia oeste de Bagdá neste domingo, matando pelo menos 12 membros das forças de segurança e apreendendo posições em um silo de grãos e um cemitério, disseram autoridades.

O maior ataque perto da capital em meses ainda estava ocorrendo, disseram autoridades de segurança que culparam o Estado Islâmico. Uma agência de notícias que apoia o Estado Islâmico disse que o grupo havia lançado um "ataque amplo" em Abu Ghraib.

Homens-bomba em veículos e a pé atacaram posições do governo a 25 quilômetros do centro de Bagdá e próximas do aeroporto internacional, disseram funcionários do governo.

Dezenas de militantes dirigindo Humvees e picapes com metralhadoras atacaram a partir das zonas controladas pelo Estado Islâmico vizinhas de Garma e Fallujah, acrescentaram fontes militares e policiais.

(Por Kareem Raheem)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos