Mineiros presos após acidente no Ártico da Rússia têm morte declarada

MOSCOU (Reuters) - Os 26 mineiros que ficaram presos em uma mina de carvão da Rússia acima do círculo Ártico morreram e operações de resgate foram interrompidas depois de uma terceira explosão subterrânea ter matado vários membros da equipe de resgate, disseram serviços de emergência neste domingo.

Os mineiros ficaram presos na quinta-feira depois de um vazamento repentino de gás metano causar duas explosões que levaram partes da mina de Severnaya em Vorkuta a entrar em colapso.

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou a criação de uma comissão do governo para analisar o incidente na mina operada pela Vorkutaugol, uma subsidiária da Severstal.

"As circunstâncias na parte afetada da mina não permitem que qualquer pessoa possa sobreviver", disse o ministro de Emergências da Rússia, Vladimir Puchkov, em comentários televisionados depois de visitar a mina.

"No espaço subterrâneo onde os 26 mineiros estavam, há altas temperaturas e não há oxigênio."

(Por Alexander Winning e Polina Devitt)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos