Embraer diz que Republic Airways tinha 24 encomendas ao pedir recuperação judicial

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Republic Airways possuía encomendas remanescentes de 24 jatos E175 da Embraer quando pediu recuperação judicial nos Estados Unidos na semana passada, disse a fabricante de aeronaves brasileira no domingo.

A Embraer já havia entregado quatro jatos E175 à companhia aérea norte-americana de um total de 28 encomendas firmes. As 24 restantes tinham entrega programada para entre agosto de 2016 e dezembro de 2017.

A Embraer disse estar esperando para ver como a reorganização procederá para determinar como a situação afetará as encomendas restantes.

"Apesar da recuperação judicial, a Republic continua a operar normalmente, como é o caso com outras aéreas que passaram pelo processo no passado", afirmou a Embraer em comunicado.

A Republic Airways tem na frota 230 aeronaves da Embraer. Elas incluem 50 jatos ERJ 140/145 e 180 E170/175, de acordo com a Embraer.

A Republic disse na semana passada que pediu recuperação judicial porque perdeu receita após ter tido que manter aeronaves paradas em meio à falta de pilotos.

Na sexta-feira, a ação da Republic Airways caiu 73 por cento para 0,92 dólar, maior queda em um único dia do papel em ao menos 20 anos.

(Por Jeb Blount)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos