Trump e Hillary caminham para grandes vitórias na Superterça da eleição dos EUA

  • Por Steve Holland e Amanda Becker

Por Steve Holland e Amanda Becker

WASHINGTON/AUGUSTA, Geórgia (Reuters) - O líder das pesquisas Donald Trump pode assumir o controle da corrida interna dos republicanos à Presidência dos Estados Unidos quando 11 Estados votarem nesta terça-feira nas disputas primárias, um resultado que deve aprofundar as preocupações de alguns líderes do partido de que o bilionário se apossou da legenda.

Na disputa democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton pode chegar mais perto de acabar com as dúvidas a respeito de sua candidatura se obtiver grandes vitórias sobre o autodenominado socialista Bernie Sanders na chamada Superterça.

Trump lidera as pesquisas em quase todos os Estados que irão realizar prévias partidárias, a maioria no sul do país. A única exceção parece ser o Texas, onde o senador Ted Cruz, representando do Estado, tem uma dianteira apertada e precisa desesperadamente de uma vitória.

Vista isoladamente, a Superterça é o dia mais importante da série de prévias para definir os candidatos dos partidos para a eleição presidencial de 8 de novembro, na qual se elegerá o sucessor do democrata Barack Obama.

Trump, empresário do setor imobiliário de Nova York e ex-apresentador de reality shows, vem superando todas as expectativas com promessas de campanha como a de construir um muro na fronteira com o México e deportar 11 milhões de imigrantes ilegais.

Se acumular vitórias na Superterça, ele estará mais perto de derrotar seus adversários Cruz, Marco Rubio, senador da Flórida, John Kasich, governador de Ohio, e Ben Carson, neurocirurgião aposentado, e conquistar a indicação republicana.

Do lado democrata, levantamentos mostram Hillary, que venceu três das quatro primeiras prévias de seu partido, com uma larga vantagem em seis Estados do sul que têm grandes contingentes de eleitores negros, até o momento pouco entusiasmados com Sanders, senador de Vermont.

Sanders está de olho em cinco outros Estados nesta terça-feira: Vermont, o vizinho Massachusetts, Oklahoma, Minnesota e Colorado.

Um fator que vem ajudando Hillary é o incentivo para que seus apoiadores decidam logo seu voto. Mais da metade dos delegados necessários para garantir a indicação do partido governista será definida em março, mês durante o qual ocorrerão prévias em 28 Estados, e mais de um terço destas realizam votações antecipadas.

(Reportagem adicional de John Whitesides em Washington e Emily Stephenson em San Antonio) 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos