Trabalhadores da Norte Energia são libertados por indígenas

SÃO PAULO (Reuters) - Indígenas liberaram nesta quarta-feira três funcionários da companhia Norte Energia, empresa responsável pela hidrelétrica de Belo Monte, que estavam detidos desde o dia 10 de março na região da Terra Indígena Curuaia.

Além trabalhadores da Norte Energia, os indígenas liberaram também um piloto de barco.

Todos estão em boas condições físicas e não sofreram maus tratos desde a detenção pelos indígenas, segundo informou a Norte Energia em nota nesta quarta-feira.

Belo Monte, que está sendo construída no rio Xingu, no Pará, será uma das maiores hidrelétricas do Brasil quando for concluída, com 11,2 mil megawatts em potência. Atualmente, a usina realiza testes internos da primeira turbina, que deverá entrar em operação brevemente.

A usina tem sido alvo recorrente de ações judiciais por parte do Ministério Público Federal e de invasões e protestos por povos indígenas e organizações não-governamentais.

A Norte Energia afirmou ainda que, após negociações, "iniciou o transporte de maquinário e equipamentos para construção de um novo poço na aldeia", além de já ter entregue pista de pouso, casas de moradia e casa de farinha na aldeia, elementos previstos no Projeto Básico Ambiental – Componente Indígena da Usina de Belo Monte.

(Por Natália Scalzaretto)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos