Nike cancela lançamento de nova camisa da seleção no Rio por medo de protestos

  • UESLEI MARCELINO

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A fabricante de materiais esportivos Nike cancelou evento no Rio de Janeiro nesta quinta-feira para o lançamento da nova camisa da seleção brasileira por temor de que protestos pela nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil pudessem atrapalhar o evento.

Manifestações foram realizadas em diferentes cidades do país na quarta-feira, com milhares de pessoas indo às ruas para protestar contra o governo da presidente Dilma Rousseff e a nomeação de Lula, que é alvo de investigação da operação Lava Jato.

"Não sabemos como o Rio vai estar hoje. Foi uma medida preventiva porque teríamos muita imprensa e atletas em um lugar aberto", disse um assessor da Nike à Reuters por telefone.

Segundo ele, a decisão não foi influenciada pelo fato de os manifestantes muitas vezes usarem a camisa da seleção, feita pela Nike, durante protestos. Um evento em Nova York de lançamento da nova camisa seguirá como planejado.

Até o meio-dia não houve manifestações de tamanhos consideráveis no Rio de Janeiro.

(Reportagem de Stephen Eisenhammer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos