Kerry pede a Putin para abordar transição política na Síria

Por Lesley Wroughton e Denis Dyomkin

MOSCOU (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, nesta quinta-feira que seus esforços conjuntos alcançaram algum progresso sobre o conflito sírio, mas que é tempo de tratar da questão de quem vai governar a Síria.

As conversas de paz em Genebra entre representantes do governo da Síria e oposição estão travadas, e Washington acredita que Moscou, aliado próximo do presidente sírio, Bashar al-Assad, pode dar um empurrão para que Damasco faça concessões.

Kerry chegou a Moscou 10 dias após Putin anunciar que estava retirando a maior parte da força militar da Rússia na Síria, uma decisão que os governos ocidentais vêem como uma oportunidade para passar uma linha debaixo dos combates e avançar com as negociações de paz.

"Senhor presidente, eu sei que o senhor tem ideias e já fez uma decisão muito crítica em relação à retirada das suas forças na Síria, e nós obviamente também temos algumas ideias de como nós podemos agora mais efetivamente fazer progressos em Genebra e começar o trabalho muito sério e difícil de transição", disse Kerry.

A atmosfera do encontro no Kremlin foi menos fria do que em encontros anteriores. Ambos reconheceram que seus esforços conjuntos alcançaram progressos, principalmente por meio da implementação de uma frágil cessação das hostilidades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos