Homem ligado a ataques é baleado e detido em grande operação em Bruxelas

Alastair Macdonald e Jan Strupczewski

Em Bruxelas

  • Sudpresse via Reuters

A polícia belga capturou um suspeito carregando o que uma rede de televisão disse ser uma mala cheia de explosivos nesta sexta-feira, após ele ter sido baleado na perna durante uma grande operação policial após os ataques suicidas em Bruxelas na terça-feira.

A Procuradoria Federal disse que a detenção é uma das três que foram realizadas em Bruxelas nesta sexta-feira, ligadas à prisão na véspera, em Paris, de um islamita condenado na Bélgica ano passado e suspeito de planejar um novo ataque.

Nove pessoas no total foram presas desde quinta-feira na Bélgica e duas na Alemanha, na medida em que as autoridades europeias decidiram fechar o cerco aos militantes que teriam ligação tanto com os ataques de Bruxelas, que mataram 31 pessoas, quanto com os ataques em Paris em novembro passado, que mataram 130.

Policiais fortemente armados e tropas com caminhões isolaram uma área em torno de uma grande intersecção no bairro de Schaerbeek, no norte de Bruxelas. Três explosões foram ouvidas, mas o prefeito local Bernard Clerfayt disse que foram explosões controladas.

A emissora pública belga RTBF citou Clerfayt, dizendo que o suspeito foi detido após ter sido ferido e que ele tem ligação com os atentados suicidas de terça-feira em Bruxelas. Segundo a emissora, o homem foi encontrado de posse de uma mala cheia de explosivos.

Promotores belgas afirmaram que soltaram três das seis pessoas que haviam sido detidas na quinta-feira. Os três restantes seguem sob custódia e provavelmente devem ser acusados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos