Canal de TV britânico diz que Estado Islâmico planeja matar crianças judias na Turquia

LONDRES (Reuters) - O canal de TV britânico Sky News disse nesta segunda-feira que fontes da área de inteligência afirmaram que o Estado Islâmico tinha “planos avançados” para matar crianças judias na Turquia, atacando creches, escolas e centros de jovens.

O editor de Internacional do canal, Sam Kiley, declarou que a informação sobre a ameaça “iminente” vinha de seis operadores presos na última semana na cidade de Gaziantep, no sul da Turquia.

Não estava claro de que país era o serviço de inteligência que havia passado as informações para o canal britânico. A Reuters não pôde verificar o relato, e não foi possível contatar imediatamente as autoridades turcas.

"Diante das circunstâncias, medidas extraordinárias de segurança estão sendo tomadas para além do estado de alto alerta já colocado em vigor pela polícia turca, além da vigilância dentro da comunidade judaica”, afirmou uma fonte de inteligência citada pelo Sky News no seu site.

"Infiltrações e outras medidas secretas antiterror estão sendo implementadas a cada momento. Essa é uma ameaça mais do que crível. Esse é um plano ativo”, disse a fonte, segundo citação.

Mais de 80 pessoas foram mortas numa série de ataques suicidas neste ano na Turquia, integrante da Otan e aliada dos Estados Unidos. O último atentado, pelo qual se acusa o Estado Islâmico, matou três turistas israelenses e um iraniano em Istambul em 19 de março. O grupo assumiu a responsabilidade pelos ataques suicidas que mataram 35 pessoas na semana passada na Bélgica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos