Erupção de vulcão do Alasca cria nuvem de cinza e provoca desvio de voos

Por Dan Whitcomb

(Reuters) - Um vulcão na Península do Alasca entrou em erupção no último final de semana, emitindo uma nuvem de cinzas de até 6.096 metros de altura que desencadeou alertas de voo em toda a região, disseram cientistas nesta segunda-feira.

O monte Pavlof, um dos vulcões mais ativos da península, entrou em atividade pouco depois das 16h (horário local) do domingo, contou Jessica Larsen, cientista coordenadora do Instituto de Geofísica da Universidade do Alasca.

    "O Pavlof é conhecido nosso porque o início de suas erupções é bastante rápido, nem sempre ele nós dá longos sinais preliminares", explicou Jessica.

    "Se você olhar alguns dos dados sísmicos que temos, a intensidade realmente se intensificou bem rápido. Foi bastante abrupto", disse.

    Fotos do site do Observatório de Vulcões do Alasca mostraram a coluna de fumaça se erguendo sobre os picos gelados do monte Pavlof e se dissipando rumo ao noroeste.

    A Administração Federal de Aviação emitiu um alerta "vermelho" em reação à nuvem de cinzas, que provocou o desvio de voos. O alerta pode afetar o tráfego aéreo local e regional, assim como rotas polares e os voos de carga partindo de Anchorage.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos