Assad diz que pode formar novo governo na Síria com a oposição

MOSCOU/BEIRUTE (Reuters) - O presidente da Síria, Bashar al-Assad, disse que não seria difícil formar um novo governo na Síria com figuras da oposição, mas seus adversários responderam nesta quarta-feira que nenhum gabinete seria legítimo enquanto ele estiver no poder.

Segundo a agência de notícias russa RIA, Assad, fortalecido pela vitória militar na cidade desértica de Palmira, disse que o rascunho de uma nova constituição poderia ficar pronto em semanas e que se poderia negociar um governo que inclua opositores, independentes e legalistas.

    Se por um lado a distribuição de ministérios e outros assuntos técnicos teriam que ser discutidos nas conversas de paz em Genebra, que serão retomadas no mês que vem, por outro "estas não são questões difíceis", afirmou Assad.

    Negociadores da oposição repudiaram de imediato os comentários do líder sírio, dizendo que um pacto político só pode ser obtido se estabelecendo um organismo de transição com plenos poderes, e não um governo subordinado a Assad.

    "O governo, seja novo ou velho, se contar com a presença de Bashar al-Assad, não é parte do processo político", disse George Sabra, do Alto Comitê de Negociações. "Isso de que Bashar al-Assad fala não tem relação com o processo político".

    A crise síria irrompeu cinco anos atrás com manifestações contra Assad que foram reprimidas pela força. O conflito desandou em uma guerra civil de cinco anos que já matou mais de 250 mil pessoas, ajudou o Estado Islâmico a estabelecer um auto-proclamado califado em partes do país e do vizinho Iraque e levou quase 5 milhões de pessoas a buscar refúgio no exterior.

Assad afirmou à RIA que a guerra custou mais de 200 bilhões de dólares de perdas econômicas e danos à infraestrutura síria.

A recaptura de Palmira e de seu aeroporto militar no centro do deserto sírio abriu caminho para investidas contra os bastiões do Estado Islâmico nas províncias de Deir al-Zor e Raqqa, no leste.

    (Por Jack Stubbs e Lisa Barrington)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos