Principal índice europeu sobe liderado por ações defensivas, telecomunicações despencam

Por Atul Prakash e Danilo Masoni

LONDRES/MILÃO (Reuters) - As ações europeias se recuperaram das mínimas de um mês nesta segunda-feira lideradas pelos ganhos em ações defensivas, mas os papéis de telecomunicações recuaram após as negociações entre Orange e Bouygues para a criação de uma operadora francesa terem entrado em colapso.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 teve alta de 0,46 por cento, a 1.312 pontos, após atingir na sexta-feira a mínima de um mês. O índice acumula neste ano perdas de cerca de 7 por cento.

As ações do grupo francês Bouygues despencaram 13,5 por cento, seu pior dia em 17 anos.

O índice de telecomunicações do STOXX Europe 600 recuou 1,1 por cento, menor nível de fechamento desde o final de fevereiro, na sequência do fracasso na sexta-feira do acordo proposto de 10 bilhões de euros em dinheiro e ações.

A Orange caiu 6,2 por cento. Outras empresas de telecomunicações francesas também caíram com força, como Iliad, SFR e Altice.

As condições instáveis do mercado levaram os investidores a comprar ações defensivas, com o índice europeu de serviços públicos subindo 0,6 por cento e o índice de saúde com alta de 1,8 por cento.

.Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,30 por cento, a 6.164 pontos.

.Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,28 por cento, a 9.822 pontos.

.Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,53 por cento, a 4.345 pontos.

.Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,77 por cento, a 17.639 pontos.

.Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,06 por cento, a 8.597 pontos.

.Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,26 por cento, a 4.977 pontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos