Cuba retarda mudanças na liderança e mantém Raúl Castro no comando

  • Reuters

O presidente cubano, Raúl Castro, terá um segundo mandato como chefe do Partido Comunista e outros no poder desde a Revolução de 1959 também irão manter seus cargos, informou o partido nesta terça-feira (19), apesar de um plano de abrir espaço para líderes jovens.

Raúl, de 84 anos, propôs limites de idade e de mandatos para os principais líderes antes da reunião do partido, aumentando as expectativas da saída de veteranos de 70 e 80 anos de idade.

Mas ele também deixou claro que tais mudanças não seriam apressadas, já que o país adota uma postura metódica para as reformas.

Ao final do congresso, o primeiro em cinco anos, o Partido Comunista informou que foram reeleitos Raúl, como primeiro secretário, e José Ramon Machado Ventura, de 85 anos, como segundo secretário.

Jovens não foram eleitos. Em uma mostra do sigilo que envolveu o congresso do partido, os discursos de encerramento e resultados do evento político mais importante do país não foram transmitidos ao vivo na TV estatal, que no lugar disto transmitiu uma novela.

O Partido Comunista, fundado em 1965, é visto em Cuba como mais poderoso que o governo. Os mil delegados que escolherem a liderança incluem o ex-presidente Fidel Castro, de 89 anos, que enviou seu voto em um envelope levado por seu irmão mais novo, Raúl.

Fidel Castro também foi visto no congresso nesta terça-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos