Processo de impeachment

Dilma exonera ministros com exceção de Tombini, segundo "Diário Oficial"

Em São Paulo

  • Wilson Dias/Agência Brasil

    Alexandre Tombini é o único ministro que fica com afastamento de Dilma

    Alexandre Tombini é o único ministro que fica com afastamento de Dilma

A presidente Dilma Rousseff, afastada temporariamente do cargo nesta quinta-feira após o Senado aprovar a admissibilidade do processo de impeachment, exonerou seus ministros com exceção do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.

Tombini tem status de ministro e a intenção do vice-presidente Michel Temer, que vai assumir a Presidência da República, é deixá-lo no cargo por um período de transição que pode ser de até alguns meses. A próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) está marcada para 7 e 8 de junho.

O "Diário Oficial da União" desta quinta-feira trouxe os decretos com as exonerações, inclusive o do ministro interino do Esporte, Ricardo Leyser, cuja expectativa era de que permanecesse no cargo para não prejudicar o andamento das preparações para a Olimpíada do Rio de Janeiro, em agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos