Acionistas da Opera Software apoiam oferta de aquisição feita por grupo chinês

OSLO (Reuters) - Mais de 90 por cento dos acionistas da Opera Software, companhia norueguesa dona do navegador de internet de mesmo nome, apoiaram a oferta de aquisição da empresa por um consórcio chinês por 1,24 bilhão de dólares, eliminando um grande obstáculo para o avanço da operação, disseram os compradores nesta quarta-feira.

A oferta foi aceita por acionistas em posse de 90,6 por cento do capital em circulação da Opera e 90,9 por cento dos votos, mostraram números preliminares.

Os ofertantes precisavam de mais de 90 por cento até o prazo de 24 de maio, e uma fonte próxima do negócio disse à Reuters antes do anúncio que a barreira foi superada.

A oferta, apoiada unanimamente pelo conselho da Opera, ainda precisa de aprovação de autoridades norte-americanas e chinesas.

O consórcio é composto por Qihoo 360 Technology Co, Beijing Kunlun Tech, Golden Brick Silk Road (Shenzhen) Equity Investment Fund e sua afiliada Yonglian Investment.

A Opera disse que o negócio permitirá que ela alcance mais consumidores em mercados emergentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos