Líder de direita francesa Marine Le Pen diz que votaria em Trump se fosse americana

PARIS (Reuters) - A líder do partido francês de extrema direita Frente Nacional, Marine Le Pen, disse em entrevista a uma revista que, se fosse uma cidadã dos Estados Unidos, votaria no provável candidato presidencial republicano Donald Trump.

"Se eu fosse norte-americana, votaria em qualquer um, menos Hillary Clinton... entre ele e Hillary Clinton, é claro que eu escolheria Donald Trump", afirmou Marine à revista Valeurs Actuelles.

"O que atrai os norte-americanos é que ele é um homem livre de Wall Street, dos mercados e dos lobbies financeiros, e até de seu próprio partido", disse.

A Frente Nacional, que é anti-imigrante e anti-euro, foi o único partido grande da França a incentivar os britânicos a votarem pela separação da União Europeia no referendo do mês passado, na esperança de que a desfiliação fortaleça sua própria pauta eurocética em casa.

Na entrevista, Marine reiterou seu clamor por um referendo francês a respeito da desfiliação do país à UE.

(Por Dominique Vidalon)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos