Pesquisa mostra que eleitores da UE não querem acordo generoso para Reino Unido

LONDRES (Reuters) - Eleitores de Alemanha, França, Suécia e Finlândia acham que o Reino Unido não deve receber um acordo generoso quando tentar renegociar seus laços com a União Europeia, mostrou uma pesquisa de opinião nesta sexta-feira.

Os alemães e os franceses são os que mais se opõem a ajudar o Reino Unido em sua saída do bloco: 53 por cento dos entrevistados nos dois países disseram que os britânicos não devem esperar nenhum favor, contra 27 por cento que afirmaram que a UE deve oferecer um acordo generoso, mostrou a pesquisa feita pelo YouGov.

Além disso, quase metade dos eleitores nos dois pesos-pesados da UE disseram que apoiariam um acordo de livre-comércio com o Reino Unido se os britânicos concordarem em permitir que cidadãos da UE vivam e trabalhem no país.

A oposição ao princípio da UE de livre movimento de trabalhadores foi uma das principais mensagens de campanha dos que defenderam a saída britânica do bloco, decisão respaldada pelos eleitores britânicos em referendo no dia 23 de junho.

O Reino Unido ainda precisa notificar formalmente a UE de sua decisão de deixar o bloco, medida que daria largada a um período de até dois anos para que a saída seja concretizada.

A YouGov entrevistou 2.045 pessoas na Alemanha, 1.008 na França, cerca de mil pessoas na Suécia, mesmo número de entrevistados na Finlândia e na Dinamarca. As entrevistas foram feitas entre os dias 30 de junho e 5 de julho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos