Suspeito de ataque à polícia em Dallas diz que queria "matar gente branca"

Lisa Maria Garza

Em Dallas (EUA)

Ao menos um franco-atirador matou cinco policiais em Dallas e deixou outros sete feridos (além de dois civis) em um ataque coordenado que se encerrou quando a polícia usou uma bomba para matar o atirador que disse que queria matar policiais brancos, informaram autoridades nesta sexta-feira (8).

A polícia descreveu a emboscada ocorrida na noite de quinta-feira como um ato cuidadosamente planejado e executado e afirmou que três pessoas foram detidas antes de o quarto suspeito ser morto depois de um longo impasse numa garagem de um prédio no centro da cidade.

"Nós tivemos troca de tiros com o suspeito. Não vimos nenhuma outra opção e tivemos que usar nosso robô-bomba", disse o chefe de polícia de Dallas, David Brown, a jornalistas.

"O suspeito afirmou que estava decepcionado sobre o (movimento) Black Lives Matter ((Vidas de Negros Importam)", afirmou Brown, que é negro. "Ele disse que estava decepcionado com as ações recentes da polícia. O suspeito afirmou estar decepcionado com brancos. O suspeito afirmou que queria matar pessoas brancas, especialmente policiais brancos."

Em conversas com policiais, o suspeito disse que não era filiado a qualquer grupo, segundo Brown.

O suspeito foi identificado como Micah X. Johnson, de 25 anos, segundo a imprensa local. Segundo estas primeiras informações, Johnson morava na área de Dallas, não possui antecedentes penais nem é vinculado a grupos terroristas.

Mulher filma morte do namorado baleado pela polícia nos EUA

  •  

O ataque ocorreu em uma semana em que dois negros foram mortos a tiros por policiais em Baton Rouge, na Louisiana, e em Minnesota. As mortes, ambas objeto de investigações oficiais no momento, atiçaram as tensões a respeito de raça e Justiça nos EUA.

Os disparos aconteceram no momento em que um protesto em Dallas terminava, fazendo manifestantes gritarem e correrem em pânico pelas ruas da cidade.

Foi o dia mais mortal para a polícia do país desde os ataques de 11 de setembro de 2001 em Nova York e Washington. Um total de 12 policiais e dois civis foram baleados durante o ataque, disse o prefeito de Dallas, Mike Rawlings. Três dos policiais alvejados eram mulheres, informou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos