Ataque reivindicado pelo Estado Islâmico deixa 7 mortos no norte de Bagdá

BAGDÁ (Reuters) - Um homem-bomba matou ao menos sete pessoas no norte de Bagdá nesta quarta-feira, disseram fontes da segurança e médicas, no segundo ataque a bomba reivindicado pelo Estado Islâmico no distrito em dois dias.

Outras 11 pessoas ficaram feridas quando o agressor detonou seu carro, repleto de explosivos, em um ponto de controle.

O Estado Islâmico, que regularmente realiza ataques na capital e outras partes do Iraque, onde tomou grandes faixas de território em 2014, informou em comunicado que tinha o Exército como alvo.

Um ataque similar em Rashidiya na terça-feira, também reivindicado pelo grupo islâmico sunita, deixou nove mortos.

Um ataque a bomba no distrito central de Karrada em 3 de julho, cuja autoria também foi reivindicada pelo Estado Islâmico, deixou ao menos 292 pessoas mortas, e representa um dos piores entre as centenas de ataques realizados no Iraque desde que forças lideradas pelo Estados Unidos derrubaram Saddam Hussein, há 13 anos.

(Reportagem de Kareem Raheem)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos