Mineiros da Bolívia sequestram vice-ministro e ameaçam torturá-lo, diz governo

LA PAZ (Reuters) - Um vice-ministro do governo da Bolívia foi sequestrado nesta quinta-feira por mineiros que há dias fazem protestos ferozes, disseram autoridades, numa situação de violência que levou a confrontos com a polícia e causou mortes de dois trabalhadores.

Os mineiros de cooperativas pedem mudanças nas regras que regem a atividade para poder assinar contratos com empresas privadas e defendem a ampliação de concessões de mineração, subsídios à energia elétrica e importações de máquinas sem tarifas.

Na quarta-feira, eles bloquearam a estrada principal da Bolívia, ligando Cochabamba e Oruro, e quando a polícia tentou dispersá-los, houve confrontos que culminaram com 17 agentes de segurança feridos. De acordo com representantes dos mineiros, dois trabalhadores morreram por disparos.

O sequestro acrescenta tensão à situação.

"O vice-ministro (do Interior e Polícia, Rodolfo) Illanes, que se encontra em Panduro (a 160 quilômetros de La Paz), foi sequestrado por cooperativistas de mineração, que ameaçam que vão começar a torturar", disse em entrevista coletiva o ministro de Governo, Carlos Romero.

(Reportagem de Daniel Ramos)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos