Rússia aceita trégua de 48 horas em Aleppo; ONU espera compromisso das outras partes no conflito

Por Stephanie Nebehay

GENEBRA (Reuters) - A Rússia concordou com um cessar-fogo humanitário de 48 horas na dividida cidade síria de Aleppo para permitir a entrega de ajuda, mas garantias de segurança são aguardadas de outras partes do conflito, disseram autoridades da Organização das Nações Unidas nesta quinta-feira.

As Nações Unidas pressionaram por uma pausa semanal de 48 horas nos combates em Aleppo para aliviar o sofrimento de cerca de duas milhões de pessoas, mas grandes potências apoiam lados opostos no conflito de cinco anos da Síria, complicando a implementação.

"Nós temos um acordo agora com a Federação Russa para a pausa de 48 horas. Nós estamos esperando isso dos outros atores no local do conflito. Isso está francamente levando mais tempo do que eu achava que seria necessário”, disse Jan Egeland, que comanda a força-tarefa humanitária da ONU.

O chefe de Egeland, o enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, fez coro com os comentários dele, dizendo que a Rússia estava a bordo, mas que eles esperavam as outras partes concordarem: “Nós estamos prontos, caminhões estão prontos, eles podem partir no momento que nós recebermos a mensagem”.

A Rússia é o principal apoio externo do governo do presidente sírio, Bashar al-Assad. Grupos rebeldes contrários a Assad são apoiados pelo Ocidente e pelas potências do Golfo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos