Lei proibindo burkini na França elevaria tensões, diz ministro

PARIS (Reuters) - Uma lei banindo o traje de banho de corpo inteiro burkini na França atiçaria as tensões entre comunidades e seria inconstitucional e ineficaz, afirmou o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, em uma entrevista publicada neste domingo.

A mais alta corte administrativa da França, o Conselho de Estado, revogou na sexta-feira uma decisão de proibir o burkini na cidade turística de Villeneuve-Loubet.

A decisão pode estabelecer um precedente para dezenas de cidades francesas que também ordenaram proibições do traje.

A questão tornou-se politicamente delicada no início das primárias antes da eleição presidencial do próximo ano na França, com os líderes de extrema direita pedindo uma lei que proíba o traje usado por algumas mulheres muçulmanas.

(Reportagem de Bate Felix)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos