Candidato de extrema direita lidera pesquisa para eleição presidencial da Áustria

VIENA (Reuters) - A extrema direita está na dianteira na corrida presidencial da Áustria, de acordo com pesquisas de intenção de voto que preveem uma vitória do candidato anti-imigração na eleição de 2 de outubro, no que seria um divisor de águas para os populistas de toda a Europa, que vêm capitalizando a crise imigratória.

Norbert Hofer, do Partido da Liberdade (FPO, na sigla em alemão), está pouco adiante de seu rival independente, Alexander Van der Bellen, que derrotou Hofer por pouco em um segundo turno de maio, que foi anulado.

Os temores a respeito da segurança e da identidade nacional, além da insatisfação com partidos mais tradicionais e centristas, vêm nutrindo o apoio ao FPO, assim como à Frente Nacional na França e à legenda de extrema direita alemã Alternativa para a Alemanha (AfD, na sigla em alemão).

Uma pesquisa com 600 pessoas publicada pelo tablóide Oesterreich mostrou uma média de 53 por cento de apoio a Hofer, um ponto percentual acima de um levantamento de julho, contra 47 por cento de endosso a Van der Bellen, ex-líder dos Verdes.

Outra sondagem com 778 pessoas e margem de erro de 3,6 pontos percentuais publicada pelo jornal Kurier revelou que 38 por cento dos entrevistados acredita que Hofer irá vencer, e outros 34 por cento esperam que Van der Bellen o consiga.

Nas pesquisas para as eleições parlamentares de 2018, o FPO aparece com frequência com mais de 33 por cento das intenções, à frente dos dois partidos centristas governistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos