Cinco pessoas são presas por incêndio no instituto de criminologia de Bruxelas

Robert-Jan Bartunek e Philip Blenkinsop

Em Bruxelas

  • Eric Vidal/ Reuters

    Vista parcial da parte destruída do Instituto Nacional de Criminalística e Criminologia, em Bruxelas, Bélgica

    Vista parcial da parte destruída do Instituto Nacional de Criminalística e Criminologia, em Bruxelas, Bélgica

O laboratório de perícia criminal da Bélgica foi incendiado na madrugada desta segunda-feira em um ataque que, segundo procuradores, possivelmente possui ligação com o crime organizado, e não com terrorismo.

Cinco pessoas foram presas próximo ao Instituto Nacional de Criminologia em Bruxelas e estão sendo interrogadas sobre o incêndio, que causou uma explosão, mas não deixou mortos.

"Foi um incêndio criminoso, incêndio criminoso deliberado, no laboratório da Polícia Federal", disse a procuradora Ine Van Wymersch. "Com fogo você gera explosões, mas não é como se explosivos tivessem sido arremessados ou instalados".

Quando perguntada se o ataque poderia ter sido um ato terrorista, ela disse: "É um caminho que estamos investigando. Mas certamente não é o primeiro que estamos pensando".

"Estamos pensando mais sobre incêndio criminoso cometido pelo crime organizado. Não temos indicações de que foi terrorismo".

A Bélgica está em alerta máximo desde ataques islâmicos no ano passado.

O instituto é ligado ao Ministério da Justiça belga e realiza investigações forenses de casos criminais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos