Cingapura faz fumigação em massa em residências prevendo disseminação do Zika

Por Christophe Van Der Perre e Edgar Su

CINGAPURA (Reuters) - Agentes fumigaram inseticida e limparam poças d' água nesta segunda-feira em áreas residenciais de Cingapura com alto risco de infecção por Zika após 41 casos de transmissão local foram confirmados na cidade-estado.

Cobertos com máscaras, os agentes percorreram metodicamente conjuntos habitacionais públicos em sete áreas diferentes da ilha, inspecionando vasos de plantas com atenção e fumigando inseticida.

O Ministério da Saúde confirmou no sábado o primeiro caso de transmissão local de Zika em Cingapura, e apenas um dia depois o número de infectados chegou a 41. Todas as pessoas contaminadas são moradoras do bairro de Aljunied ou trabalham em um canteiro de obras em uma área de propriedade da empresa GuocoLand.

"Acreditamos que iremos identificar mais casos positivos", disse o ministério nesta segunda-feira em sua atualização mais recente da epidemia.

"Dado que a maioria dos casos de Zika são assintomáticos ou moderadamente sintomáticos, e que os mosquitos das áreas afetadas podem já ter sido infectados, o isolamento de casos positivos tem um efeito limitado na administração da epidemia", acrescentou a pasta.

Cingapura, um centro financeiro regional importante e um centro de transporte que mantém uma vigília constante contra o vírus da dengue, também transmitido por mosquitos, relatou em maio sua primeira ocorrência de Zika vírus, trazida ao país por um homem de meia idade que havia estado no Brasil.

O Zika vírus foi detectado pela primeira vez no Brasil no ano passado e desde então vem se disseminando pelas Américas. O Zika representa um risco para as gestantes porque pode causar defeitos de nascença graves e foi ligado a mais de 1.800 casos de microcefalia, uma má-formação craniana, no Brasil.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse no domingo não saber "que variedade do Zika está circulando" em Cingapura ou "qual é o nível de imunização da população a esta variedade do Zika na Ásia".

O Ministério da Saúde de Cingapura afirmou que cerca de 19 dos locais de proliferação de mosquitos foram detectados e destruídos em sua primeira varredura na área de Aljunied no domingo, quando cerca de um terço das 6 mil casas foram fumigadas.

Autoridades pediram às pessoas que vivem e trabalham em áreas de risco, especialmente mulheres grávidas, para monitorar sua saúde e procurar ajuda médica se estiverem doentes.

Das 41 pessoas sabidamente infectadas, 34 já se recuperaram totalmente. Apenas o primeira caso relatado era de uma mulher.

(Redação e reportagem adicional de Marius Zaharia)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos