Democratas acionam FBI sobre alegações de que Rússia buscaria influenciar eleições nos EUA

Por Dustin Volz

WASHINGTON (Reuters) - Democratas no Congresso norte-americano, incluindo Harry Reid, líder do partido no Senado, pediram ao FBI para investigar suspeitas de que o governo russo estaria tentando minar as eleições presidenciais norte-americanas por intermédio de ciberataques que poderiam incluir manipulação de resultados eleitorais.

"A possibilidade de um governo hostil buscando ativamente minar as nossas eleições livres e justas representa uma das ameaças mais extremas à nossa democracia desde a Guerra Fria", afirmou Reid numa carta a James Comey, diretor do FBI.

A carta de Reid, com data de sábado, foi primeiramente obtida pelo The New York Times e divulgada no site do jornal na segunda-feira.

Em seguida, nesta terça-feira, uma carta de quatro democratas pede que Comey avalie se líderes de campanha trabalhando para o candidato republicano a presidente, Donald Trump, poderiam estar em conluio com interesses russos na realização de recentes ações hackers contra o Comitê Nacional Democrata e o Comitê da Campanha Democrata ao Congresso com o objetivo de “interferir nas eleições presidenciais dos EUA”.

Essa carta foi assinada pelos deputados Elijah Cummings, John Conyers, Elliot Engel e Bennie Thompson. Cada um deles atua como o principal democrata em diferentes comitês do Congresso. Os republicanos controlam tanto a Câmara quanto o Senado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos