Miguel Reale Jr. diz que impeachment é punição adequada a Dilma

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - Segundo um dos autores do pedido de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff, o jurista Miguel Reale Jr. afirmou nesta terça-feira que a punição à petista é adequada ao retirar da vida pública quem perdeu a confiança da sociedade.

"A qualidade da pena é essa, retirar do cargo aquela pessoa que não merece mais a confiança de dominar a vida brasileira", disse o jurista.

Reale Jr., que falou depois da advogada Janaína Paschoal, afirmou que o crime de responsabilidade de Dilma foi ter usado os bancos públicos para financiar o Tesouro, e não pagar agricultores, e que a presidente mostrou saber detalhes dos pagamentos.

Sobre os decretos de crédito suplementar, o jurista disse que a lei permite que eles sejam editados "desde que compatíveis com a meta que esteja em vigor, não a que eventualmente irá vigorar".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos