Canadá confirma sequestro de cidadão na Líbia

TORONTO (Reuters) - O governo do Canadá confirmou neste domingo que um cidadão do país foi feito refém na Líbia, e agora as autoridades estão "diligentemente procurando todos os canais apropriados para colher mais informações a respeito".

Autoridades da Líbia informaram na última semana que um canadense e dois italianos foram sequestrados no deserto ao sudoeste do país, possivelmente por uma gangue de criminosos. O governo canadense tratava o assunto como "não confirmado" até então.

Neste domingo, o departamento de Relações Exteriores do Canadá classificou o sequestro como "preocupante", mas se recusou a oferecer mais detalhes. 

"O governo canadense não deve comentar ou divulgar qualquer informação que comprometa os esforços vigentes para soltar os reféns ou coloque em perigo a segurança dos cidadãos canadenses", afirmou uma porta-voz via email.

As três vítimas, que trabalhavam em projetos de aeroporto, foram sequestradas entre as cidades de Ghat e Tahala, perto da fronteira com a Argélia, na última segunda-feira, de acordo com o prefeito de Ghat, Gomani Mohamad Saleh.

Não se sabe ainda quem é o responsável pelo crime ou qual é o estado atual dos reféns. 

Vários grupos armados estão atuando no vasto deserto do sul da Líbia, e combatentes de grupos islamitas ligados à al Qaeda também têm histórico de atuação na fronteira entre Líbia e Argélia.

(Por Ethan Lou)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos