Estado Islâmico reivindica ataque a bomba que deixou 7 mortos em Bagdá

BAGDÁ (Reuters) - Um homem-bomba se explodiu em uma rua comercial de Bagdá no domingo, matando sete pessoas e ferindo 28, disseram fontes policiais, num momento em que o Estado Islâmico intensifica ataques no Iraque.

O grupo sunita radical reivindicou o ataque em Iskan, um bairro de maioria xiita no oeste da capital iraquiana.

A agência de notícias Amaq, dos militantes, disse que o bombardeio tinha como alvo membros da Organização Badr, a mais poderosa milícia xiita iraquiana, que é apoiada pelo Irã.

O Estado Islâmico intensificou ataques a bomba em áreas controladas pelo governo do Iraque este ano, uma vez que tem perdido território para as forças iraquianas apoiadas pelos Estados Unidos e para milícias xiitas apoiadas pelo Irã.

(Reportagem de Kareem Raheem em Bagdá)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos