Líder das Farc pede perdão a vítimas de conflito colombiano

CARTAGENA, Colômbia (Reuters) - O líder máximo das Farc, Rodrigo Londoño, pediu perdão nesta segunda-feira às vítimas do conflito armado de 52 anos que deixou milhares de mortos e milhões de desabrigados, após a assinatura do acordo de paz com o presidente da Colômbia.

"Em nome das Farc peço sinceramente o perdão a todas as vítimas do conflito por toda a dor que causamos nesta guerra", disse Londoño, conhecido como "Timoshenko".

Em várias ocasiões o líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, guerrilha que vai se tornar um partido político e abandonar as armas, havia se negado a pedir perdão ou oferecer desculpas pelas atrocidades no conflito.

O discurso do líder guerrilheiro foi interrompido por um sobrevoo de um avião militar no local da cerimônia.

"Desta vez vieram para saudar a paz e não para descarregar bombas", disse Londoño em meio a sorrisos das autoridades no local.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos