Português Guterres lidera disputa por chefia da ONU pós quinta votação

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O ex-primeiro-ministro português António Guterres lidera a corrida para se tornar o próximo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) após uma quinta votação secreta do Conselho de Segurança da entidade realizada nesta segunda-feira, disseram diplomatas.

O conselho de 15 membros votou em cada um dos nove candidatos remanescentes com as seguintes opções: encorajo, desencorajo e sem opinião. Guterres recebeu 12 'encorajo', dois 'desencorajo' e um 'sem opinião', informaram os diplomatas.

Guterres, que foi premiê de Portugal entre 1995 e 2002 e serviu como Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados de junho de 2005 a dezembro de 2015, também venceu as quatro outras rodadas.

A votação secreta do Conselho de Segurança irá continuar até haver um consenso sobre um candidato para substituir o sul-coreano Ban Ki-moon, que entrega o cargo no final de 2016 depois de cumprir dois mandatos de cinco anos. Em seguida, o conselho irá recomendar o candidato formalmente à Assembleia Geral de 193 integrantes para uma eleição.

A próxima votação secreta está marcada para 5 de outubro, quando os votos depositados pelos cinco membros com poder de veto – Estados Unidos, França, Reino Unido, China e Rússia – terão uma cor diferente dos votos dos outros 10 membros, embora continuem sendo anônimos.

Isso permite que os candidatos identifiquem se estão sujeitos a veto. Apesar do Conselho de Segurança ter a intenção de chegar a um candidato de consenso, tecnicamente nove votos a favor e nenhum veto é o necessário para um candidato a ser recomendado.

(Por Michelle Nichols)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos