Ataques foram frustrados na Riviera Francesa desde massacre em Nice, diz promotor

NICE, França (Reuters) - Ataques planejados contra eventos esportivos, escolas e locais religiosos na Riviera Francesa foram frustrados desde as mortes de 86 pessoas na orla de Nice em julho, afirmou o promotor da cidade.

"Vários casos foram passados para o promotor antiterrorismo em Paris. Eles diziam respeito a locais religiosos, durante certas celebrações, eventos esportivos, estádios e escolas”, afirmou o promotor Jean-Michel Prêtre ao canal de TV France 3, segundo trechos de um documentário publicado no site da emissora nesta terça-feira, antes da transmissão do programa.

Esses casos envolvem “pessoas que começaram a articular coisas que são bastante precisas sobre o tipo de alvo ou mesmo um alvo específico”, disse o promotor, segundo citação.

O documentário está programado para ir ao ar na quarta-feira.

A França está em alto estado de alerta depois de uma série de ataques militantes nos últimos dois anos.

Um homem tunisiano dirigiu um caminhão de 19 toneladas por uma área da orla lotada, atingindo pessoas na comemoração do Dia da Bastilha em 14 de julho, antes de ser morto a tiros pela polícia.

Regras de emergência estão em vigor desde os ataques em Paris em novembro do ano passado no qual militantes islâmicos mataram 130 pessoas.

Outras 17 pessoas foram mortas em janeiro de 2015 em ações que começaram com o ataque a tiros contra jornalistas do Charlie Hebdo, publicação semanal que havia estampado charges ridicularizando o Islã.

(Reportagem de Matthias Galante)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos