Avast não vai parar de fazer aquisições após compra da AVG, mas não tem pressa

PRAGA (Reuters) - A Avast Software, fabricante do programa de antivírus mais popular do mundo, precisará de um ano para absorver a compra de sua rival AVG por 1,3 bilhão de dólares, mas pode ver mais aquisições antes de listar suas ações em bolsa, disse o presidente-executivo em entrevista.

A Avast, sediada em Praga, fechou na sexta-feira a compra da AVG Technologies, outra empresa de software com raízes tchecas na especialização de segurança ao consumidor.

A empresa combinada terá mais de 400 milhões de usuários e 40 por cento do mercado de computação para consumidores fora da China.

Embora a Avast pretenda deslistar as ações da AVG, a empresa tem seus próprios planos para eventualmente oferecer ações, talvez já em 2019.

Antes disso, a empresa deve integrar totalmente a AVG e então procurar aquisições de porte médio para seu esforço em aparelhos móveis e, possivelmente, expandir suas ofertas a pequenas e médias empresas.

"Nós temos que digerir a AVG primeiro e vamos levar a maior parte de 2017 para nos integrar totalmente. Então avaliaremos a expansão dos negócios depois disso", disse o presidente-executivo da Avast, Vincent Steckler.

(Por Jason Hovet)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos