Trump disse que comentário sobre mexicanos seria bom para negócios num restaurante

NOVA YORK (Reuters) - Donald Trump disse acreditar que a sua declaração no ano passado de que mexicanos cruzando a fronteira ilegalmente eram “estupradores” trazendo crime era “bem convencional” e deveria ter atraído fregueses para o seu novo restaurante em Washington, segundo registros judiciais publicados pelo BuzzFeed News nesta sexta-feira.

"Eu recorri a algo, eu recorri à imigração ilegal”, afirmou o candidato republicano num testemunho em 16 de junho em processo contra o chef famoso que desistiu do empreendimento do restaurante no seu novo hotel.

O chef Geoffrey Zakarian se retirou depois dos comentários de 15 de junho de 2015 quando Trump anunciava a sua candidatura à Casa Branca.

Trump afirmou que Zakarian poderia ter perdido uma oportunidade.

"Se ele tivesse o restaurante, ele seria ajudado em vez de ofendido” pelos comentários, afirmou Trump no testemunho.

Zakarian, que participa de programas de culinária na TV, assinou um acordo com Trump para abrir um restaurante num prédio histórico perto da Casa Branca. Trump ganhou do governo norte-americano o direito de arrendar e renovar o prédio.

O projeto, chamado Trump International Hotel, abriu em 12 de setembro, quase um ano depois do que era originalmente esperado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos