PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Com ventos de até 175 km/h, furacão Zeta mata ao menos três nos EUA

O furacão Zeta deixa rastro de destruição em Reggio, Louisiana - Sandy Huffaker/Getty Images/AFP
O furacão Zeta deixa rastro de destruição em Reggio, Louisiana
Imagem: Sandy Huffaker/Getty Images/AFP

Kathleen Flynn e Erwin Seba

Da Reuters, em Nova Orleans e em Houston (EUA)

29/10/2020 17h22

O furacão Zeta atingiu hoje o sul dos Estados Unidos com ventos fortes que deixaram um rastro de árvores caídas e linhas de energia rompidas e mataram ao menos três pessoas.

A tempestade levou ventos de 175 quilômetros por hora e deixou 2,4 milhões de pessoas sem eletricidade da Louisiana à Carolina do Norte.

Um homem de Nova Orleans morreu depois de tocar uma linha de energia, e dois outros morreram no Mississippi e na Geórgia vitimados por uma maré de tempestade e uma árvore derrubada pelos ventos, relatou a polícia.

De madrugada, equipes retiraram galhos de árvores e linhas de energia rompidas de estradas importantes enquanto moradores afastavam destroços varridos pelo vento para as sarjetas em Nova Orleans. Um homem ficou ferido quando um prédio desabou.

O Zeta é a quinta tempestade batizada a atingir a Louisiana neste ano e a 27ª desta temporada, uma a menos do que o recorde estabelecido em 2005. Os furacões estão ficando mais fortes e girando mais devagar, já que absorvem calor dos oceanos devido à mudança climática.

O Zeta se originou no Mar do Caribe e passou de tempestade tropical para um furacão de categoria 2 destruidor em menos de quatro dias. Ele se abateu sobre a península mexicana de Yucatán e disparou através do Golfo do México.

Internacional