PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
5 meses

ONU alerta que combates em Cabul seriam 'catastróficos' para civis

Mesquita de Eidgah, em Cabul, no Afeganistão - Haroon Sabawoon/Anadolu Agency via Getty Images
Mesquita de Eidgah, em Cabul, no Afeganistão Imagem: Haroon Sabawoon/Anadolu Agency via Getty Images

12/08/2021 18h10

A ONU (Organização das Nações Unidas) disse nesta quinta-feira que está particularmente preocupada com uma migração dos combates no Afeganistão para áreas urbanas, alertando que uma ofensiva do Talibã na capital Cabul teria um "impacto catastrófico nos civis".

Também nesta quinta-feira, o Talibã assumiu o controle de Herat, a terceira maior cidade do país, e parece prestes a capturar Kandahar, a segunda maior cidade e o lar espiritual do Talibã, que agora comanda cerca de dois terços do Afeganistão.

"Está claro que os combates urbanos em uma cidade do tamanho de Cabul teriam um impacto catastrófico nos civis, e torcemos muito para que isto não aconteça", disse o porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric, aos repórteres.

Dujarric ainda disse que qualquer investigação sobre mortes de civis teria que ser imparcial e independente das partes em conflito. A ONU disse que mais de mil civis foram mortos no último mês. Em um comunicado emitido na quarta-feira, o Talibã negou matar civis e sugeriu que uma equipe da ONU realize um inquérito acompanhada pelo grupo.

Os militantes islâmicos propuseram que uma equipe composta pela ONU, a Cruz Vermelha e outras organizações internacionais acompanhe representantes do Talibã "para realizar uma investigação imparcial e independente dos acontecimentos mais recentes".

O Talibã intensifica sua campanha para derrotar o governo apoiado pelos Estados Unidos desde abril, enquanto as forças estrangeiras finalizam sua retirada depois de 20 anos.

Internacional