PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaro nega medidas duras contra nova variante: 'Não adianta se apavorar'

Presidente afirmou que tomará "medidas racionais" - Adriano Machado/Reuters
Presidente afirmou que tomará 'medidas racionais' Imagem: Adriano Machado/Reuters

Rodrigo Viga Gaier

Rio de Janeiro

26/11/2021 16h22

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira que tomará "medidas racionais" em reação ao surgimento de uma nova variante do coronavírus, detectada inicialmente na África do Sul, e mais uma vez manifestou-se contra medidas mais duras de restrição para conter a disseminação da Covid-19.

"Tudo pode acontecer. Uma nova variante é um novo vírus. O que fazer? Tem que se preparar! O Brasil não aguenta um novo lockdown", disse o presidente a jornalistas após evento na Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército, no Rio de Janeiro.

"Não adianta se apavorar, (é) encarar a realidade", acrescentou.

A nova variante do coronavírus, batizada de omicron, foi declarada nesta sexta uma variante de preocupação pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mais cedo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou ao governo que restrinja os voos e viajantes de países do sul do continente africano, entre eles a África do Sul.

"Vou tomar medidas racionais", disse Bolsonaro aos jornalistas, dizendo que conversou sobre o assunto com o presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, e com o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Coronavírus