PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
4 meses

Presidente da Ucrânia diz que qualquer acordo com Rússia exigirá um referendo

Imagem mostra o presidente Volodymyr Zelensky  -  O Antagonista
Imagem mostra o presidente Volodymyr Zelensky Imagem: O Antagonista

Natalia Zinets

Da Reuters

21/03/2022 16h09

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse hoje que qualquer acordo fechado com a Rússia para acabar com a guerra precisaria ser votado pelos ucranianos em um referendo.

"O povo terá que se manifestar e responder a qualquer forma de acordo. E como eles (acordos) serão formulados será assunto de nossas conversas e entendimento entre a Ucrânia e a Rússia", disse ele em entrevista divulgada pela emissora pública ucraniana Suspilne.

  • Acompanhe as últimas notícias sobre a guerra na Ucrânia no UOL News:

As questões que poderiam ser levantadas em qualquer referendo poderiam dizer respeito aos territórios ocupados pelas forças russas, incluindo a Crimeia, e as garantias de segurança oferecidas à Ucrânia por outros países em vez da adesão do país à Otan, disse.

Nesta segunda (21), a Ucrânia rejeitou a proposta russa de rendição em Mariupol, cidade portuária que está sitiada e é considerada estratégica no conflito. Agora, a Rússia prevê mais uma semana para tomar a cidade, segundo um líder separatista. O chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borrell, afirmou que o cerco e os ataques a Mariupol constituem um "enorme crime de guerra".

O governo russo diz que as negociações de paz ainda não tiveram um progresso significativo; novos diálogos acontecem nesta segunda. Principal negociador ucraniano e conselheiro da Presidência, Mykhailo Podolyak mencionou hoje os mais de 3 milhões de pessoas que tiveram de deixar a Ucrânia em razão do conflito para fazer uma crítica sobre a atuação de outros países. "A Rússia destrói a vida de milhões de pessoas. Ainda não é uma catástrofe humanitária global?"

* Com informações da Reuters e AFP