PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Israel anuncia mais 1.355 alojamentos na Cisjordânia ocupada

As novas casas somam-se às 2.000 anunciadas em agosto por Israel - Getty Images
As novas casas somam-se às 2.000 anunciadas em agosto por Israel Imagem: Getty Images

24/10/2021 11h32

Israel construirá 1.355 novos alojamentos para os colonos judeus na Cisjordânia ocupada, anunciou neste domingo (24) o ministério da Construção. As novas casas somam-se às anunciadas em agosto pelas autoridades, mais de 2.000, que devem receber esta semana a aprovação definitiva do ministério da Defesa.

Israel construirá 1.355 novos alojamentos para os colonos judeus na Cisjordânia ocupada, anunciou neste domingo (24) o ministério da Construção. As novas casas somam-se às anunciadas em agosto pelas autoridades, mais de 2.000, que devem receber esta semana a aprovação definitiva do ministério da Defesa.

"As licitações para 1.355 unidades de habitação nas localidades de Judeia e Samaria [nome utilizado por Israel para designar a Cisjordânia] foi publicada sob a direção do ministro da Construção, Zeev Elkin", afirma um comunicado.

"Fortalecer a presencia judaica [na Cisjordânia] é essencial na visão sionista", afirmou Elkin, membro do partido de direita Nova Esperança.

As casas serão construídas em sete assentamentos judaicos, incluindo 729 em Ariel (norte da Cisjordânia), 346 em Beit-El (perto de Ramallah) e 102 em Elkana (noroeste da Cisjordânia). Quase 475.000 colonos moram na Cisjordânia, onde também vivem 2,8 milhões de palestinos.

A colonização israelense da Cisjordânia e Jerusalém Leste anexada, ilegal de acordo com o direito internacional, prosseguiu sob todos os governos israelenses desde 1967. Nos últimos anos o processo acelerou sob a liderança do ex-primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu. Seu sucessor, Naftali Bennett, lidera desde junho uma coalizão heterogênea que vai da direita radical até partidos de esquerda.

Com informações da AFP

Internacional