PUBLICIDADE
Topo

Alberto Bombig

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Castro amplia vantagem sobre Freixo no Rio, mostra pesquisa Genial/Quaest

O deputado federal Marcelo Freixo (à esquerda) e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (à direita) - Marina Ramos/Câmara dos Deputados e Wallaca Silva/Fotoarena/Estadão Conteúdo
O deputado federal Marcelo Freixo (à esquerda) e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (à direita) Imagem: Marina Ramos/Câmara dos Deputados e Wallaca Silva/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Alberto Bombig

Alberto Bombig é jornalista com passagens pela Folha de S. Paulo, revista Época e O Estado de S. Paulo.

Colunista do UOL

17/05/2022 07h01Atualizada em 17/05/2022 09h44

A pesquisa Genial/Quaest para o governo do Rio Janeiro, a ser divulgada ainda nesta terça-feira (17), e à qual a coluna teve acesso, mostra Cláudio Castro (PL) à frente em todos os cenários estimulados e em viés de alta. Chama a atenção, no entanto, a permanência do alto índice dos eleitores que afirmaram pretender votar em branco, anular o voto ou até mesmo não votar em outubro.

Segundo a Genial/Quaest, no principal cenário pesquisado, Castro tem 25% das intenções de voto, seguido por Marcelo Freixo (PSB), com 18%, por Rodrigo Neves (PDT), com 8%, por André Ceciliano (PT), com 2%, por Paulo Ganime (Novo), com 2%, e por Felipe Santa Cruz (PSD), com 1%. O índice dos eleitores que afirmaram pretender votar em branco, anular o voto ou não votar é de 33%, portanto, superior à intenção de votos do primeiro colocado. Os que se declaram indecisos somam 10% em todos os cenários.

A título de comparação, na relação entre o cenário principal desta mais recente pesquisa com o de março último, Castro foi de 21% para 25%, enquanto Freixo foi de 17% para os atuais 18%. Ou seja, o atual governador, que, apesar de ser do mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, vem acenando para os eleitores de Lula, abriu vantagem fora da margem de erro da pesquisa: 2,8%.

pesquisa, rio - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução
rio, pesquisa - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

No cenário sem Ceciliano, portanto, com Freixo na condição de candidato de Lula ao governo do Rio, Castro oscila positivamente na margem de erro para 26%, Freixo para 19% e Santa Cruz para 2%. Neves mantém 8%, e Ganime permanece com 2%. O índice dos eleitores que afirmaram pretender votar em branco, anular o voto ou não votar, oscila para 34%.

O terceiro e último cenário estimulado, sem Santa Cruz e sem Ceciliano, também provoca apenas oscilações na margem de erro: Castro aparece com 27%, Freixo com 19%, Neves com 9% e Ganime com 3%. O índice dos eleitores que afirmaram pretender votar em branco, anular o voto ou não votar, oscila para baixo: 33%.

Nesta quarta-feira (16), o UOL e a Folha sabatinam Rodrigo Neves. Castro e Freixo têm sabatinas marcadas para o dia 20 deste mês.

A Genial/Quaest fez 1.200 entrevistas no estado do Rio de Janeiro de forma presencial entre os dias 12 e 15 deste mês de maio. A margem de erro é de 2.8%. O índice de confiança é de 95% e a pesquisa está registrada no TSE com o número RJ-09916/2022.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, Marcelo Freixo é agora filiado ao PSB, e não mais ao PSOL. O texto foi corrigido.