PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Alves


Blogueiro investigado por fake news insinua que Exército trai Bolsonaro

O blogueiro Allan dos Santos - Terça Livre
O blogueiro Allan dos Santos Imagem: Terça Livre
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

01/06/2020 15h38

A confusão ideológica em que estão mergulhados alguns dos integrantes do chamado "Gabinete do Ódio" motivou hoje discussão inusitada no Twitter. O blogueiro Allan dos Santos, um dos alvos do inquérito do Supremo Tribunal Federal sobre fake news, criticou as Forças Armadas.

Santos chama atenção para o fato de a conta do Exército no Twitter não seguir as contas do presidente Jair Bolsonaro e do general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, mas sim a da ONU e a do STF. "Preciso dizer mais alguma coisa?", questiona, antes da hashtag #OGolpeJaFoiDado.

Isso mesmo: o blogueiro insinua que o Exército faria parte de um suposto golpe contra Bolsonaro, em conluio com a ONU e o STF.

Os comentários do tuite se dividem entre os que condenam o comentário e os que apoiam.

"Allan, vai com calma. Por favor!", diz um. "Parem de criar intrigas", diz outro, que elogia a união da esquerda.

São muitos, porém, os que concordam com o blogueiro. "Exército traíra", reclama o seguidor. "Prestem atenção no Mourão ele já está se afastando aos poucos do PR (presidente) nunca defendeu Bolsonaro em nada", comenta a publicação a seguir.

Allan dos Santos está em fase belicosa com supostos aliados: no fim de semana passado discutiu com a deputada bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP)

Chico Alves