Chico Alves

Chico Alves

Siga nas redes
Reportagem

Pastor que organizava motociatas elogia baixa de preços e critica Bolsonaro

Líder do movimento "Acelera para Cristo", que organizou duas motociatas em São Paulo para apoiar Jair Bolsonaro, o autodenominado pastor Jackson Vilar gravou vídeo em um supermercado com duras críticas ao ex-presidente e ao ex-ministro da Economia Paulo Guedes. Na gravação, que viralizou nas redes sociais, Vilar compara os preços atuais dos alimentos com o que se verificava no governo anterior.

"Isso aqui custava quase '15 paus', hoje está a R$ 5", diz ele, segurando uma garrafa de óleo de soja. "Viu, Paulo Guedes, pilantra, por que no seu governo você não conseguia baixar essa porra?"

Em seguida, ele vai à seção de carnes do mercado para comprovar a queda de preços e mostra quanto se paga atualmente pelo contrafilé: R$ 30,69 o quilo. "Eu peguei logo três peças", comenta.

Com o mesmo estilo agressivo que usava no alto dos carros de som para criticar Lula quando era aliado de Bolsonaro, Vilar agora ataca o governo anterior: "Esse Paulo Guedes tinha que ser preso, tinha que pagar pelo que ele fez com o país, ele ferrou o país".

Vilar também ataca o próprio Bolsonaro por ter dito que a carne estava se tornando "produto de luxo no mundo inteiro".

"Um país como esse, cheio de boi, uma plantação dessa, e o cara tem que falar que a carne está virando produto de luxo. Vontade de pegar um 'cabra' desse e dar uma 'pisa' (forma como alguns nordestinos se referem a surra)", afirma.

Por várias vezes, Jackson Vilar fez críticas, rompeu com Bolsonaro, para depois voltar a apoiá-lo. A última motociata que organizou para o ex-presidente foi em abril do ano passado. Ele se candidatou a deputado pelo Republicanos mas não conseguiu se eleger.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes